quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Ainda sobre ela...


Lá vou eu de novo, entrar no quarto vazio, procurar alguma coisa que eu ainda não sei o que, não encontrar, fechar a janela, de modo que entre somente o ar fresco do fim de tarde.
Novamente sentindo que faltava alguma coisa, aquele canto em que eu costumava conversar nem era o mesmo, nem me dava gosto de sentar lá, para o que quer que eu fosse fazer.
Preto e branco. Eu rio, mas o sorriso não tem aquela força. Choro, e as lágrimas me parecem cada vez mais quentes. Olho, mas meus olhos não têm o mesmo brilho de sempre.
Isso acontece depois de um tempo de distância, eu começo a sentir falta do riso esculachado na tela do computador, das diversas baboseiras inúteis, separadas por assuntos mais sérios.
Sem contar as maiores: o jeito de abrir os olhos de repente, a risada preguiçosa e a voz de quem acaba de acordar.
As coisas vão ficando mais complicadas com o passar do tempo, as nuvens encobrem o sol.
Ela se esconde nas sombras, sorrateira. As vezes parece que nem está lá, durante o dia ela é mansa. Me atormenta e fica me mandando lembranças, mas ainda assim é pacífica e eu fui aprendendo a me defender desses velhos truques.
Basta só eu me deitar e ela se manifesta: Com passos metálicos caminha dentro de mim, as mãos frias apertam meu coração, de uma maneira que não causa dor, mas o aperto é forte e não vacila. A noite vai alta e ela não me deixa adormecer, eu vou encarando o teto, esperando ele se manifestar a respeito da minha situação. Espero em vão, ele nem sequer pisca, fica indiferente à minha angústia e parece zombar dos meus sentimentos de mortal.
Vendo aquelas cenas coloridas, já meio gastas de tanto que se passaram ao longo do tempo e misturadas em uma ordem que não faz sentido. Sorrisos, mãos, olhos, contatos. Quanto menos eu sinto, mais eu quero sentir.
O maldito vazio não faz sentido, então porque me sentir sozinha quando há tantos ao meu redor?
Esperando deitada no chão gelado do quarto vazio, relanceando a janela de vez em quando, aos poucos a sensação aumenta e eu vou me diminuindo e chega hora que eu não sei dizer se sou eu ou se sou a saudade.

15 comentários:

Joana disse...

Oxi menina e ainda diz que se acha amadora. Lindo o texto! Você conseguiu demonstrar em palavras realmente o que é sentir saudade. É um sentimento que ás vezes pode ser gostoso, mas em geral, é cruel.

Cah disse...

como diz a martha medeiros, o que maid dói é saudades!
belo post!

Polly disse...

Que texto lindo. Incrível. Intenso. Ai, não gosto nada da saudade...

(www.pollyok2.zip.net)

Mary West disse...

Ahhh a saudade, a solidão q sempre aparece p/ sufocar a gente nos momentos mais inapropriados. Sei bem oq é isso gatah, mas passará viu? Escreva q sempre passa. ;*

Marcela disse...

Aninha linda!!!
Desculpa a demora!
Ahh vc mudou a carinha daqui! Ficou lindo, viu?
Adorei seu comentario, e adoei vc ter me linkado! Vou te linkar de volta ;)
Menina, que texto lindo!!! Eu li inteiro, mas a primeira frase nao saiu da minha cabeça até o final: "Lá vou eu de novo, entrar no quarto vazio, procurar alguma coisa que eu ainda não sei o que, não encontrar, fechar a janela, de modo que entre somente o ar fresco do fim de tarde." Parece que vc estava falando sobre mim!!!
Bom fds, viu? Se cuida, loira!
Beijo!

Liz / Falando de tudo! disse...

Linda...isso é a saudae, a sudade do aue ainda nao vivestes a saudades do que tu nao conheces, a saudade de um tempo que nao volta, emresumo, nostalgia...
nada mais belo e mais sincero de se sentir! Pois sentir é so um começo nde vida...
Vim te deixar um carinho e um obrigado por visitar meu cantinho...volte!

- Ciih_ disse...

mto bom o texto!
continue assim!

BiahH_TrixX disse...

OIe..
passei por acaso aqui..e gostei muito dos teus textos..
Tu escreve bem.. masi é claro que já sabi disso.!

vo ta sempre passand oaqui pra ler ..se vc nã ose importah.. ^^

bjoks.

★. Marília .★ disse...

haihsiahoshaishausa
bah tia
tu não postou pro TDB mas caprichou nesse post, hein?
tá com saudade de quem, heein demonhaa?
seii seii
seth velho cidade dos anjos
hihi do demo
isso explica muita coisa
ahisashuas
ta viajei agora
bjoo demonhuuda :*

[KeLLy ViAnA] disse...

legal seu post,ultimamente tÔ me sentindo assim,um quarto vazio dentro demim..bjOo!

mel disse...

Nossa quem me dera escrever bem que nem você.
Ser racional tem suas coisas boas, como a inteligência e capacidade de evolução, mas também tem as ruins como a saudade...

mel disse...

eu achei nas lojas americanas. vale a pena é muuito bom. ;D

Ana Raquel disse...

Odeio quem me faz chorar com palavras.
Então, eu te odeio.
ahsuahsuahs'
Nao se assustaa.
amei teu blog
beijos ;)

Polly disse...

Passando de novo paras retribuir o comentário e desejar boa semana! Quando tiver post novo me avisa!

(www.pollyok2.zip.net)

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,