quinta-feira, 15 de novembro de 2007

conhecimento

Nesse momento, em algum lugar, tem alguém respirando pela primeira vez.
Tem alguém chorando de alegria, de desespero, de dor. Tem alguém pensando, tem alguém desistindo, aluguém se mudando de casa, alguém gritando.
Tem alguém se lembrando do que não deve, tem gente no escuro, rindo de se acabar. Tem alguém tentando afastar o medo, tem gente cantando, tem gente olhando pela janela, comprando uma flor, andando pela rua sem saber onde ir.

Tem gente ficando doente, gente fazendo um pedido pra uma estrela, desesperados por não acreditar em mais nada. Tem gente perdendo ou ganhando, abraçando ou levando um tapa. Tem gente só f******, tem gente fazendo amor e pensando em outra pessoa, tem gente se arrependendo e tem gente tentando esquecer.

O que quero dizer, é que o ser humano foi feito para na maioria das vezes olhar para dentro de si mesmo.
Todos nós temos a mania de achar que os nossos problemas são sempre os maiores do mundo, esquecendo que pelo mundo, há gente em situação bem pior.
Pertencemos a uma raça egoísta, que pensa que o mundo não é maior que a nossa casa ou os lugares que frequentamos.
Há poucos seres solidários, e mesmo eles não estão nem perto de fazer tudo o que deveria ter feito.
Não é culpa nossa, a nossa natureza nos fez imperfeitos.