sábado, 8 de janeiro de 2011

De ponta cabeça?

respeito Respeito é bom, eu gosto e conserva os dentes.
Se você faz parte do meu grupo, temo que ficaremos em breve, desiludidos, pois cada dia há menos membros fazendo parte dele.
O respeito está correndo um gravíssimo risco de extinção e cada dia eu tenho mais certeza de que as gerações mais novas cada vez menos saberão o que significa o ato de respeitar alguém.
Quando o noticiário começa, eu tenho vontade de colocar no canal dos desenhos animados, porque todos os dias as notícias superam o nível da barbárie. Me deixa enojada saber que seres humanos, orgulhosos de serem seres racionais, cometam tais atos.
Meninas de 13 anos puxando o cabelo umas das outras na porta das escolas, se estapeando por motivos insignificantes. Idosos sendo agredidos por enfermeiros dentro de suas próprias casas. Enfermeiros esses que estudaram e sabiam que em determinado momento poderiam vir a cuidar de um idoso.
Pessoas espancadas até a morte porque estavam usando a camisa do time que torce e tiveram  o azar de passar na frente de um grupo que torcia para o time rival. Por causa de jogo de futebol, um pai de família morreu no meio da rua. Um pai mata o filho porque a criança estava chorando demais, como se a indefesa alma fosse um saco de feijão. Filho que matou a mãe porque teve sua vontade negada.
Professores que vêem cadeiras atiradas em sua direção por seus próprios alunos.
E tais acontecimentos estão ao redor de mim todos os dias. Bom dia e obrigado estão virando lenda e dando lugar a bufos e exclamações irritadas.
Casais que têm anos de relacionamento, um bom convívio e várias histórias pra contar de repente vêem o relacionamento desmoronando porque um dos dois resolve trair e trocar confiança e amor por uma bunda cinco centímetros maior ou uma enxurrada de promessas que não valem meia pataca e que nunca serão cumpridas. Aí depois essas pessoas têm a coragem de dizer que traição só faz bem ao relacionamento, arrumando um jeito de se sentirem mais confortáveis com seus atos. O que faz bem ao relacionamento é sinceridade. E respeito, veja só.
Pessoas que tem seus sonhos destruídos e resolvem destruir os sonhos dos outros, causando uma tsunami de alquebrados e infelizes.
Vizinhas se xingando, crianças que mal sabem falar presenciando brigas violentas dos pais, avós largados no asilo sem nenhuma visita no domingo.
E o mundo segue cada dia mais egoísta. "O que eu ganho estendendo a mão pra quem precisa de ajuda?". Gente que se faz de surda e que acha que só eles mesmos têm razão. "Os outros que se ferrem", "Eu passo por cima até da minha mãe" e afins estão substituindo a tão conhecida frase que inicia o texto. O que me deixa impressionada.
O que sei é que, mesmo me sentindo uma alienígena com três pernas e cinco braços, continuarei a utilizar as "palavrinhas mágicas", a dar bom dia e a sorrir pra quem eu bem entender. Continuarei a respeitar as pessoas, os mais velhos, os mais novos, os de minha idade, respeitarei como gosto de ser respeitada. E espero que quem leia as minhas humildes palavras tenha na cabeça que não custa nada, nem sequer um minuto do dia, respeitar as pessoas. Ou então, estaremos contribuindo para que o mundo caminhe rapidamente para a desordem definitiva.

11 comentários:

Vinicius Kmez disse...

Bom.. amor.. só sei de uma coisa

Nada é constante, tudo muda!


Quando nossos pais eram pequenos eles tinham uma idéia de mundo, quando viram essa idéia indo por agua abaixo tenho certeza que também ficaram perplexos com o por que disso tudo.. por respeito, entenda.. quando seus avós eram pequenos tinha que pedir pro pai para namorar e levar a irmã no cinema e ela sentava no MEIO..
hoje em dia você pega o seu cartãozinho de crédito, compra duas entradas para o cinema, assiste o filme da uns pegas la dentro e depois cola no motel mais proximo para tirar o atraso e ja era.. Você nem sabia o nome da pessoa e ela ja foi embora..

Isso não é o nosso caso, mais, você pode ter certeza que de uns anos para cá tudo mudou e com certeza vai continuar a mudar mais e mais e sempre vai ser assim.. até q entramos na segunda parte do comentario...

Claro que essas barbaridades que estão acontecendo ultimamente estão diretamente relacionadas com o modo de criação que tivemos e que o mundo vou "evoluindo", porém, essa mesma evolução nossa de cada dia vai nos levar para a borda do abismo.. se já não caimos dentro.. claro..



Como sempre xuxu minha, você escrevendo muito bem, meus comentários sem nexo como sempre e eu te amando cada dia mais como nunca (L)

Rebeca Postigo disse...

Concordo contigo...
Há uma falta de respeito entre as pessoas...
Estamos caminhando pra trás...
Ao invés de evoluirmos estamos regredindo...
Ótimo texto!!!

Bjs

Tha ! disse...

Eu sempre falei que a base de todo relacionamento seja ele qual for, é o respeito. Pois ele que acarreta todos os outros sentimentos, se você não tem respeito por uma coisa, é quase certo que nada de bom vc proporcionara para esta pessoa! Por isso que acho que esse é um dos valores que deve ser mais respeitado, e é o que menos estamos vendo, infelizmente ! Beijos:)

Elton... disse...

Ahh vejo muito disso no "trampo". Por dia pelo menos umas 10 pessoas que não conheço (e nunca vou conhecer) gritam comigo sem antes pensar se o que estão fazendo adianta algo. Sem falar nos meus superiores...
É todo mundo muito amargo. Como se qualquer um que se aproximasse ou quisesse expor alguma opinião fosse provocar destruição.
Descontrole, tem gente que de repente grita e sem saber como já caiu nas armadilhas do estresse. Reflexo de como as coisas andam "rápido".
Traição (de qualquer tipo) também é tensa, as pessoas largam mesmo sentimentos sinceros e leais pra correr atrás de ilusões no mínimo enfiadas nas cabeças delas por dogmas sociais grotescos e ridículos seguidos por seres ameboides sem o mínimo de opinião própria.
Enfim, tipo issaê.

Joana disse...

É triste, mas é verdade.
Se essa intolerância está assim agora, imagina nos próximos 20 anos. Não sei o que será dos relacionamentos interpessoais. Tenho medo pelos meus filhos e netos.

Anônimo disse...

La ringrazio per intiresnuyu iformatsiyu

tico litlle disse...

banalidade é a palavra certa..se tornar gentil é banal hj em dia, ser educado é banal hj em dia..até amar, esta se tornal banal hj em dia..infelizmente.

MiletCat disse...

Acho que a maioria dos seres humanos nunca soube o que é respeito... E isso não é de hoje: pessoas foram escravizadas, burguesia ganhava muito enquanto o proletariado ganhava miséria, mulheres sempre tiveram seus direitos menosprezados por serem mulheres... Agora que conquistamos a liberdade, a melhor distribuição do dinheiro e uma possível igualdade, achamos outros meios de desrespeitar uns aos outros. E você soube mostrar isso muito bem no texto. Acho que pequenas atitudes podem significar grandes mudanças, não é mesmo?? Vamos fazer nossa parte que o mundo pode acordar aos poucos!!!
Ótimo texto!!!
Beijos!

Junkie Careta disse...

Concordo inteiramente com vc Ana. A cada dia me sinto mais alienígena entre algumas pessoas. Me sinto um Neandertal. Me sinto um ancião de 150 anos no meio de algumas pessoas por cultivar valores estranhos como pedir a benção do meu avô quando o vejo.

Às vezes me sinto como Renato RUsso descreve em uma canção:

..."Tenho quase certeza que eu não sou daqui."

Anyway, eu voltei a escrever depois de mais um longo e tenebroso inverno. Estou convidando os amigos para compartilhar o que talvez possa ser até a última página do Spleen-Rosa-Chumbo,dessa vez muito pouco rosa e muitissimo chumbo.

Traga uns lenços, uma pipoca, uma vitamina k(para cicatrizar),um estojo de primeiros socorros,um estõmago forte e um coração à prova de bala.

Apareça quando puder

Bjo

Lorem Krsna disse...

Respeito é tão difícil hoje em dia...
O que muitos acreditam ser o respeito, é opressão por medo.
Os valores estão mesmo de cabeça para baixo!
adorei O blog!

Thaís. disse...

Postei um texto sobre isso no meu blog há um tempo atrás.
O mundo está de cabeça pra baixo e as pessoas preferem fechar os olhos.

"Nos deram espelhos e vimos um mundo doente". Renato Russo já dizia. Uma pena poucos quererem curá-lo. :*