sábado, 25 de agosto de 2007

Noturno

sabe que eu já nem sei mais o que pensar?
talvez pq seja tarde da noite e por isso todos os meus problemas, sejam eles novos ou antigos resolvam tomar uma proporção maior.
talvez pq eu já esteja cheia de medo de ver as coisas acontecendo diante dos meus olhos e de que eu simplesmente tenha que aceitar.
Talvez porque eu já tenha ignorado meus medos dentro de mim por muito tempo, e as sombras a essa hora pareçam tão ameaçadoras

Talvez porque ao mesmo tempo que a noite me consola, ela me amedronta. Ao mesmo tempo que eu pareço longe, eu pareço perdida.
Porque tudo o que eu estou vendo passar por mim esteja sendo alegre, mas ao mesmo tempo estranho, surreal, aquela velha história do bom demais pra estar acontecendo comigo.
e a noite se esvai, os segundos de sereno escorrem pelas paredes externas.
e amanhã de manhã o sol brilhará da mesma forma que brilhou hoje, porém o dia não será o mesmo.
e assim todos os medos se tornarão insignificantes, se escondendo e espreitando, à espera do cair da próxima noite.